quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Ele não vai parar de rodar


A realidade da vida está naquilo que vivemos.

A realidade é tudo a aquilo que vemos, sentimos, aprendemos, recordamos, pensamos, imaginamos… Embora a imaginação não se traduza propriamente numa realidade, mas pode muito bem ser.

O poder de escolher nem sempre está nas nossas mãos, mas é com certeza nas nossas mãos que está o verdadeiro poder, embora deixemos que os outros escolham por nós algumas vezes, independentemente de se tratar de tolerância ou não.

É nas escolhas que esta a chave da realidade das vidas de cada um, sejam essas escolhas pensadas ou não, são elas que complementam cada pedacinho de nós, foram elas que nos fizeram crescer até ao presente e nos farão crescer/regredir pelo futuro fora.

Mas regredir não é o melhor caminho, aliás, nem sei se esse caminho existe realmente. Mas sei que existe paragens no tempo, paragens que nos podem deslocar para fora da realidade ou por outro lado, levar-nos até ela. Trata-se de saber escolher.

4 comentários:

Joana disse...

Antes de mais, como infelizmente não dá para comentar no "Acerca de mim", deixa-me dizer-te:
sim, disseste algo de ti!...

Beijo

Joana disse...

Trata-se de saber escolher!...

Curioso, estava a ler o penultimo parágrafo e estava a pensar:
"pronto no meu comentário vou ter que dizer que as nossas escolhas não nos fazem regredir, apenas nos pordem levar a crescer/evoluir por diferentes caminhos ou a entrar por caminhos que não sejam os melhores..."
E não é que o teu texto foi de encontro ao meu pensamento?
"Mas regredir não é o melhor caminho, aliás, nem sei se esse caminho existe realmente."

Gostei...
De novo em sintonia, será?
ou apenas uma coincidencia...?

Beijo

isis erzsébeth báthory disse...

hein? é o quê?

Lúcia Mendes disse...

The power to choose is not always in our hands, but it is in our hands Clearly that is the real power!
I agree, you can be sure.